Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
O Assunto #475: O saldo da cúpula Biden-Putin

O contencioso entre Estados Unidos e Rússia é extenso e não foi resolvido na reunião desta quarta-feira em Genebra. No encontro, os dois líderes jogaram para seus públicos internos e buscaram reposicionamento para lidar com ascensão da China. Você pode ouvir O Assunto no G1, no GloboPlay, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music, no Hello You ou no sua plataforma de áudio preferida. Assine ou siga O Assunto, para ser avisado sempre que tiver novo episódio. Dos ataques cibernéticos à Ucrânia, da interferência nas eleições de 2016 ao encarceramento do líder oposicionista Alexei Navalny, o contencioso entre Estados Unidos e Rússia é extenso, e ninguém esperava que diminuísse significativamente com a reunião desta quarta-feira em Genebra entre os presidentes dos dois países, a primeira desde a troca de comando na Casa Branca. Mas ambos conseguiram o ganho de imagem que esperavam, analisa o jornalista Guga Chacra, correspondente da Globo em Nova York. De olho principalmente no público interno, o americano afirma ter feito “advertências” ao russo, que por sua vez lucra com o simples reconhecimento de sua posição estratégica na cena global. Neste episódio, Guga passa em revista os principais gargalos da pauta bilateral e fala também do “sujeito oculto” da cúpula: a China, cuja ascensão explica todos os movimentos dos EUA, tanto para se reaproximar dos aliados europeus quanto para evitar a escalada das tensões com a Rússia. O que você precisa saber: Biden e Putin: discutem armas nucleares e ciberataques Aliança: presidente dos EUA reforça apoio a aliados europeus Tensão: em entrevista, Biden qualifica Putin como 'assassino' Ciberataques: EUA acenam pressão contra a Rússia Cúpula G7: Biden quer aliança para combater influência da China Análise: tensão e desconfiança mútua entre Biden e Putin O podcast O Assunto é produzido por: Mônica Mariotti, Isabel Seta, Glauco Araújo, Luiz Felipe Silva, Thiago Kaczuroski e Giovanni Reginato. Neste episódio colaboraram também: Gabriel de Campos e Ana Flávia Paula. Apresentação: Renata Lo Prete. Comunicação/Globo O que são podcasts? Um podcast é como se fosse um programa de rádio, mas não é: em vez de ter uma hora certa para ir ao ar, pode ser ouvido quando e onde a gente quiser. E em vez de sintonizar numa estação de rádio, a gente acha na internet. De graça. Dá para escutar num site, numa plataforma de música ou num aplicativo só de podcast no celular, para ir ouvindo quando a gente preferir: no trânsito, lavando louça, na praia, na academia... Os podcasts podem ser temáticos, contar uma história única, trazer debates ou simplesmente conversas sobre os mais diversos assuntos. É possível ouvir episódios avulsos ou assinar um podcast – de graça - e, assim, ser avisado sempre que um novo episódio for publicado.
Thu, 17 Jun 2021 05:10:06 -0000
Homens são presos suspeitos de aplicar golpes em locadoras de veículos em BH

Segundo as investigações, grupo alugava carros na capital e vendiam na Região Leste de Minas Gerais. Quadrilha locava carros e não devolviam, segundo Polícia Civil. TV Globo/Reprodução Dois homens foram presos nesta quarta-feira (16) suspeitos de aplicar golpes em locadoras de veículos em Belo Horizonte. Segundo as investigações, o grupo usava laranjas, que não tinham restrições de crédito, para alugar carros e não devolviam os veículos. Pelo menos 14 carros não voltaram para as agências, de acordo com o levantamento da Polícia Civil. Três agências foram vítimas dos golpes. A primeira prisão ocorreu na tarde desta quarta. Um suposto cliente foi preso em flagrante em uma agência no bairro Aeroporto, na Região da Pampulha, quando tentava alugar um carro. Na casa dele, a Polícia Civil encontrou outro carro que já tinha sido locado. O chefe do grupo foi preso no fim da noite de quarta em Belo Horizonte. Ele estava com um carro de uma agência que já tinha queixa de furto. Os investigadores informaram que o grupo locava os carros na capital e levava para cidades do leste do estado, onde moram os chefes do grupo. Os levantamentos feitos pela Delegacia Especializada em Investigações de Furto e Roubos de Veículos duraram quatro meses. Vídeos mais assistidos do G1 Minas:
Thu, 17 Jun 2021 05:03:19 -0000
17 de junho, quinta-feira

Veja o que você precisa saber para começar o dia bem informado. Bom dia. O empresário Carlos Wizard e o auditor do TCU Alexandre Figueiredo garantem o direito de ficarem calados na CPI. Média móvel de mortes por Covid volta ao patamar de 2 mil por dia. Câmara aprova texto que altera a lei de improbidade, e juristas veem risco para o combate à corrupção. Veja como fica o dinheiro na poupança com a alta dos juros para 4,25%. Um guia para ajudar quem teve o cartão clonado. E as últimas informações do caso Lázaro. CPI A CPI da Covid tem dois depoimentos agendados para hoje: o do empresário Carlos Wizard e o de Alexandre Silva Marques, auditor do TCU. Mas os ministros Barroso e Gilmar Mendes, do STF, autorizaram que tanto Wizard como Marques fiquem em silêncio sobre tudo o que possa incriminá-los. Quem são? Wizard é apontado como integrante do suposto "gabinete paralelo" que aconselhava Bolsonaro no enfrentamento da pandemia. Marques foi afastado por causa de um relatório falso que questionava o número de mortos pela Covid no Brasil. Bolsonaro citou esse documento na semana passada e foi desmentido pelo TCU. Wizard também pediu ao STF para não comparecer à CPI, mas isso foi negado. Em outra decisão, a ministra Rosa Weber manteve a quebra dos sigilos telefônico e de e-mails do empresário. Trajetória: Carlos Wizard é um empresário bilionário que ficou conhecido por fundar uma rede de escolas de inglês. Próximo do governo, ele defende o uso de remédios sem eficácia para tratar a Covid. Esta reportagem publicada no fim de maio dá mais detalhes sobre ele. O 'fui' de Witzel VÍDEO: Witzel pede para se retirar, e sessão da CPI da Covid é encerrada Réu por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa, e retirado do cargo em um processo de impeachment, o ex-governador do RJ Wilson Witzel usou o depoimento na CPI para se defender e atacar Bolsonaro, seu ex-aliado. Disse que houve "sabotagem" e "perseguição" por parte do governo federal e que a demora para adotar o auxílio emergencial prejudicou os governadores. Veja os principais pontos. Witzel ainda discutiu feio com Flávio Bolsonaro, a quem chamou de "mimado", disse que corre risco de vida e que a milícia está por trás da máfia da saúde no RJ. Com 3h20 de depoimento, o ex-governador usou uma decisão do STF obtida na véspera para encerrar o depoimento quando quis. Pandemia sem trégua Após um mês, a média móvel de mortes por Covid no Brasil voltou a ficar acima de 2 mil por dia. Nas últimas 24 horas, foram registrados 2.673 óbitos, totalizando 493.837 desde o início da pandemia. Enquanto isso, só 11,4% da população tomou as duas doses da vacina. Cidade de SP inicia hoje vacinação contra Covid de pessoas com 54 e 55 anos Lei da improbidade Em tempo recorde, os deputados aprovaram ontem à noite um projeto que altera a lei de improbidade administrativa. Pela proposta, que ainda será votada no Senado, o agente público só poderá responder por improbidade se for comprovado que agiu com a intenção de cometer uma ilegalidade. Essa mudança, se for confirmada, pode favorecer o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que foi condenado por improbidade. Procuradores e juristas ouvidos pelo Jornal Nacional consideraram o texto um retrocesso no combate à corrupção. Entenda aqui. Saiba como votou cada deputado Eletrobras O Senado deve votar a MP (medida provisória) que abre caminho para privatizar a Eletrobras, maior empresa de geração e transmissão de energia do país. O governo espera arrecadar cerca de R$ 60 bilhões com a venda da estatal. Vários senadores se disseram favoráveis à privatização, mas criticaram a inclusão na MP de "jabutis" (trechos sem relação com o objetivo original da proposta). Segundo eles, isso atrapalha a discussão e votação. A maior parte desses "jabutis" foi incluída pela Câmara, mas outros podem entrar no Senado. Entenda o que está em jogo. E a poupança? Com inflação em alta e uma crise de energia no horizonte, o Banco Central elevou ontem a taxa básica de juros para 4,25% ao ano. Com isso, o dinheiro aplicado na poupança passará a render um pouquinho mais. Veja uma simulação aqui. E no vídeo abaixo entenda como funciona a Selic, a taxa básica de juros. Taxa Selic: entenda o que é a taxa básica de juros da economia brasileira Auxílio emergencial Começa hoje o pagamento da 3ª parcela. Veja quem recebe e confira o calendário completo. Procura-se Lázaro A polícia de Goiás acredita que Lázaro Barbosa, o homem acusado de matar uma família no Distrito Federal no dia 9, fazia rituais de magia em casa. Fotos e vídeos mostram objetos apreendidos lá. Há oito dias, mais de 200 agentes atuam em uma operação cinematográfica na busca do homem. Na fuga, Lázaro cometeu assaltos, invadiu casas, assustou moradores e fez uma família refém (veja no vídeo o momento do resgate). Vídeo mostra resgate em rio de família feita refém por Lázaro em Goiás; ouça tiros Ontem, a polícia do DF divulgou possíveis disfarces que podem estar sendo usados pelo fugitivo. Projeções de disfarces de Lázaro Barbosa, feitas pela Polícia Civil do DF PCDF/Divulgação O Assunto: o saldo da cúpula Biden-Putin Dos ataques cibernéticos à Ucrânia, da interferência nas eleições de 2016 ao encarceramento do líder oposicionista Alexei Navalny, o contencioso entre Estados Unidos e Rússia é extenso, e ninguém esperava que diminuísse significativamente com a reunião desta quarta-feira em Genebra entre os presidentes dos dois países, a primeira desde a troca de comando na Casa Branca. Entenda mais do encontro entre Biden e Putin na análise de Guga Chacra. OUÇA: Taxa de isenção do Enem Candidatos mais pobres correm risco de ficar de fora do Enem 2021. Isso porque aqueles que não compareceram à edição de 2020 por medo da pandemia perderam o direito à taxa de isenção para a prova deste ano. O direito à gratuidade só foi garantido pelo Inep caso o motivo da ausência fosse explicado, mas a pandemia não estava entre os motivos previstos pelo edital. "Sem isenção da taxa de inscrição para a próxima prova, não tenho chance de prestar o exame. Estou desempregada e sou mãe de duas crianças pequenas", conta uma das candidatas. Aulas aceleradas Não é só áudio do WhatsApp que toca em velocidade 2x: no pós-pandemia, até aulas on-line estão sendo aceleradas para ganhar tempo. Estudantes relataram ao G1 que conseguem transformar 3 horas de explicações em uma hora e meia. Mas isso também pode resultar em perdas educacionais, como a dificuldade no foco e convívio social. Entenda as consequências. Clonaram meu cartão. E agora? Aqui temos um tira-dúvidas sobre o que fazer para recuperar o dinheiro e evitar problemas decorrentes de fraudes no cartão de crédito e de débito. E saiba também como evitar fraudes on-line. VÍDEOS: dicas para proteger o celular e o WhatsApp de golpistas Meu amigo Bussunda Estreia hoje no Globoplay a série documental "Meu Amigo Bussunda", exatamente 15 anos após a morte do humorista do programa "Casseta e Planeta". A obra é dirigida pelo amigo Claudio Manoel, pela filha Júlia Vianna e também pelo diretor Micael Lander. G1 já viu Chega hoje aos cinemas brasileiros o filme "Em um bairro de Nova York", uma adaptação para o cinema da premiada peça da Broadway “In the Heights”. Colorido e cheio de músicas chiclete, o musical de Lin-Manuel Miranda fala dos sonhos e problemas da comunidade latina nos EUA. 🐣🥚🍳💉 Mexido, frito ou cozido, o ovo é um alimento popular na mesa do brasileiro, usado em receitas caseiras e por indústrias para fabricar pães, massas, maioneses e bolos. O ovo também é matéria-prima para produzir vacinas. Isso não é novidade, mas o assunto ganhou destaque com a produção de imunizantes contra o coronavírus, como a ButanVac, do Instituto Butantan. Nesta reportagem você vai saber como são as granjas que atuam no setor e entender por que o preço do ovo está aumentando. QUIZ: 10 perguntas sobre o ovo Futebol Na Copa do Brasil, o Flamengo eliminou o Coritiba e está nas oitavas. Pelo Brasileirão, o Bragantino venceu o Corinthians de virada, o Palmeiras bateu o Juventude, o Atlético-MG derrotou o Inter e São Paulo e Chapecoense empataram. Hoje tem mais 5 jogos. Veja os horários e a classificação. Agenda da Eurocopa: 10h: Ucrânia x Macedônia do Norte 13h: Dinamarca x Bélgica 16h: Holanda e Áustria Viu isso aqui? 'Deu muita sorte': especialista explica como homem sobreviveu em boca de baleia Conta de luz: por que aumentou tanto e deve ficar ainda mais cara Vacina de vento: psicóloga descobre em vídeo que dose não foi aplicada 'Filômetro': como checar a situação nos postos de saúde de SP Caso Kathlen: moradores denunciam 'cavalo de Troia' policial Veja vídeo: a festa das crianças em Israel após tirarem as máscaras na escola A saúde de Kim: líder norte-coreano aparece mais magro e causa especulações Mega-Sena: prêmio acumula e sobe para R$ 7 milhões
Thu, 17 Jun 2021 04:30:35 -0000
Homens cometem dois assaltos e envolvem em acidente após os crimes na Grande BH

Motorista que roubou um carro bateu o veículo quando fugia da polícia. Assaltante bateu o carro roubado em outro veículo durante a fuga. Polícia Militar/Divulgação Dois homens foram presos no fim da tarde desta quarta-feira (16) depois que cometeram dois assaltos no bairro Eldorado, em Contagem. O primeiro crime foi em uma loja de tintas. Três homens entraram no comércio e renderam os funcionários. Como não conseguiram pegar o dinheiro, que estava no caixa, fugiram com dois celulares. Ainda na rua, eles cercaram uma mulher e pegaram a bolsa e a chave do carro dela. Parte do grupo foi para o veículo de outro motorista que aguardava o trio cometer o crime, enquanto o outro ladrão fugiu com o carro. Circuito de segurança flagrou um dos assaltantes pegando a bolsa e a chave do carro da vítima. Circuito de segurança/ Reprodução A Polícia Militar (PM) passou a seguir o carro roubado, que se envolveu em um acidente. Após a batida, o suspeito foi preso. Os militares também prenderam o motorista do outro carro, que dava cobertura aos bandidos. O material roubado foi recuperado. Vídeos mais assistidos do G1 Minas:
Thu, 17 Jun 2021 04:26:27 -0000
Crime organizado mantém Brasil em posição ruim no ranking que mede paz no mundo; instabilidade política é preocupação mundial

Relatório de 2021 do Global Peace Index coloca Brasil na 128ª posição entre 163 países, atrás de nações que viveram crises violentas no ano passado como Azerbaijão e Belarus. Tensões internas, como a que gerou a invasão ao Capitólio nos EUA, e a pandemia também preocupam. Rio de Janeiro viveu 24 horas de terror após confrontos entre traficantes no Complexo do São Carlos, em agosto de 2020 Wilton Junior/Estadão Conteúdo Confrontos entre traficantes e facções criminosas colocaram o Brasil mais uma vez em patamares preocupantes no ranking que mede a paz no mundo, mostrou a edição de 2021 do relatório Global Peace Index (GPI) divulgado nesta quinta-feira (17). O levantamento colocou o Brasil na 128ª colocação. No relatório de 2020, o país estava em 126º. Nos critérios dos organizadores do estudo, essa variação está dentro de uma estabilidade. No entanto, o ranking mantém o Brasil em um patamar considerado de "baixo estado de paz", segundo o relatório, que avalia 163 países no total. O país está atrás de outros que viveram conflito no último ano, como Azerbaijão, ou que passam por impasses políticos graves, como Belarus. Esse ranking é feito a partir de uma pontuação avaliada com base em indicadores que vão da criminalidade urbana ao grau de estabilidade política. Os pesquisadores também levam em conta a situação econômica de cada país e os mecanismos de combate à corrupção, entre outros fatores. Quanto menor o mundo, maior o grau de paz naquele país. Veja nos gráficos abaixo os países com as melhores e piores pontuações no estudo: O brasileiro Paulo Pinto, pesquisador sênior do Instituto de Economia e Paz (IEP) — órgão responsável pelo estudo —, avalia que os fatores que deterioram a paz no Brasil são outros em relação aos pontos de preocupação no resto do mundo. "Quando você fala em conflitos em andamento no mundo, você fala de guerras ou revoluções. Mas, no Brasil, esse indicador tem outra conotação, que são os conflitos com armas de alta potência entre traficantes e organizações criminosas", aponta. Isso explica em parte por que os brasileiros são os que mais têm medo da violência em todo o mundo, conforme outro ranking divulgado no ano passado pelo IEP e a organização Lloyd's Register com base em números de 2019. Mais de 82,7% disseram na ocasião estar "muito preocupados" com a violência, o maior percentual em todo o planeta. Segundo o Monitor da Violência, levantamento feito pelo G1 em todos os estados e o DF com dados de homicídios, o Brasil registrou um aumento de 5% nos assassinatos em 2020 na comparação com o ano anterior. É a primeira alta após dois anos de queda nesse número. Instabilidade política no mundo preocupa Policiais bloqueiam e detêm manifestantes da oposição em Minsk, Belarus, em setembro de 2020 Misha Friedman/AP Globalmente, a situação da paz no mundo se manteve estável, com uma pequena redução de 0,07% na comparação com os números divulgados em 2020. Os autores alertam que este é o nono levantamento, em uma série de 13 anos, em que o índice global de paz não aumenta. O dado positivo é que a violência causada por terrorismo vem diminuindo nos últimos anos. No entanto, o aumento das tensões políticas, internas e externas, contribuem para aumentar a sensação de violência: seja por crises nas democracias, seja por protestos que terminam em violência. Por exemplo, os Estados Unidos registraram uma piora no ranking de 163 países e aparecem na 122ª colocação. Manifestantes pró-Trump adentram o Capitólio em protesto em 6 de janeiro Saul Loeb/AFP Os autores do levantamento atribuem isso, em parte, a crises recentes ocorridas no país como a violência nas manifestações e a instabilidade política causada pela recusa do então presidente Donald Trump em reconhecer a derrota eleitoral — o que levou à violenta invasão ao Capitólio em janeiro. Paulo Pinto, pesquisador do IEP, diz que situações como a ocorrida nos EUA no início deste ano apresentam um risco à paz em todo o mundo. "É uma tendência mundial", alerta o especialista, que cita outros pontos de preocupação: Chile — os protestos contra a classe política levaram à formação de uma nova Constituinte, mas as manifestações tiveram episódios de violência generalizada e mortes Índia — revoltas recentes de fazendeiros contra reformas no setor agrícola também terminaram em violência Belarus — a repressão violenta a manifestantes que pedem a saída de Alexander Lukashenko e a prisão de dissidentes preocupam a Europa Outros países — manifestações contra as medidas de restrições na pandemia, sobretudo em países europeus, tiveram violência e aumentaram tensões entre alguns grupos e os governos Qual o impacto da Covid-19? Policiais detêm participante de protesto contra a reforma que permitirá ao presidente Vladimir Putin concorrer a mais dois mandatos, em Moscou, em julho de 2020 Dimitar Dilkoff/AFP Os autores do levantamento avaliam que ainda é cedo para detalhar os efeitos da pandemia do coronavírus para a deterioração da paz no mundo. Porém, o estudo aponta que houve, sim, aumento da violência no período. Novamente, um dos maiores pontos de preocupação do IEP é com a estabilidade política e com as revoltas civis dentro dos países. Veja alguns pontos levantados: Protestos contra as medidas de isolamento, que mostraram fragilidade na confiança das autoridades de saúde Uso de leis da pandemia como pretexto para prender dissidentes, como visto na Rússia (com a prisão de manifestantes contra Vladimir Putin) e no Egito (onde médicos que protestaram contra falta de equipamentos de proteção foram detidos acusados de espalhar fake news) Aumento da violência contra pessoas de origem asiática em países ocidentais, sobretudo no início da pandemia Preocupação com casos de violência doméstica, potencializada pelo período em que as pessoas tiveram de permanecer em casa O pesquisador Paulo Pinto, do IEP, avalia o uso abusivo das medidas de restrição contra a pandemia como a consequência mais preocupante. "Pode abrir precedente. Se há uma crise internacional, a autoridade vê carta branca para usar a força contra a população", diz ele.
Thu, 17 Jun 2021 04:00:36 -0000
Campos suspende aplicação da 1ª dose contra a Covid nesta quinta, exceto para grávidas e puérperas; Segue 2ª dose da AstraZeneca

AstraZeneca é aplicada em quem recebeu a primeira dose até do dia 14 de abril. Aplicação da primeira dose fica suspensa em Campos nesta quinta por falta de imunizante. Mas vacinação da segunda dose da AstraZeneca continua César Ferreira/Divulgação Prefeitura de Campos Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, suspendeu, a partir desta quinta-feira (17), a aplicação das primeiras doses das vacinas contra Covid-19 para os demais grupos prioritários, com exceção das gestantes e puérperas de alto risco. Mas o município mantém nesta quinta a aplicação da 2ª dose da AstraZeneca para aqueles que receberam a primeira dose até do dia 14 de abril. A vacinação ocorre por meio da distribuição de senha e acontecerá das 9h às 15h. Para tomar a 2ª vacina é necessário apresentar documento com foto, CPF e o comprovante da 1ª dose. "O município aguarda a chegada de novos imunizantes enviados pela Secretaria de Saúde do Estado (SES) para retomar o calendário de vacinação dentro do Plano Nacional de Imunização (PNI)", explicou a Prefeitura. Postos de Vacinação: Gestantes e puérperas com comorbidades: Hospital Plantadores de Cana (somente para assistidas no ambulatório do local) Centro de Referência e Tratamento da Mulher (CRTM) Segunda dose AstraZeneca: Drive-thru Uenf Drive-thru Guarus Plaza Drive-thru Instituto Federal Fluminense (IFF/Centro) UBS Poço Gordo UBS Parque Prazeres Creche Esplanada UBS Penha Fundação Municipal de Esportes Escola Pequeno Frederico (Ururaí) Clube da Terceira Idade ESF Lagamar (Farol) ESF Morangaba UBS Tocos UBS Conselheiro Josino UBSF Ponta da Lama UBS Santa Maria UBSF IPS ESF Santa Helena UBS Parque Eldorado UPH de Travessão UPH Morro do Coco UBSF Aldeia UBSF Santa Cruz UBSF Lagoa de Cima Patronato São José
Thu, 17 Jun 2021 03:00:39 -0000
Auxílio Emergencial 2021: Caixa começa a pagar 3ª parcela do benefício; veja calendários

Pagamento começa nesta quinta para trabalhadores do Bolsa Família; para demais beneficiários, pagamentos começam na sexta-feira (18). A Caixa Econômica Federal (Caixa) começa a pagar nesta quinta-feira (17) a terceira parcela do Auxílio Emergencial, para os beneficiários que fazem parte do Bolsa Família. Quem recebe nesta quinta são aqueles cujo número do NIS se encerra em 1. Terei direito? Quanto vou receber? Veja perguntas e respostas Veja o calendário completo Veja como saber se você vai receber Saiba como contestar se você teve o beneficio negado Beneficiário precisa estar com o CPF regular; saiba como fazer SAIBA TUDO SOBRE O AUXÍLIO EMERGENCIAL Também nesta quinta, a Caixa libera os saques e transferências da segunda parcela aos beneficiários que não fazem parte do Bolsa Família nascidos em dezembro, que receberam a parcela em poupança social digital no dia 30 de maio. Com isso, a Caixa conclui o segundo ciclo de pagamentos do Auxílio 2021. Para os trabalhadores fora do Bolsa Família, os pagamentos da terceira parcela começam na sexta-feira (18). (veja nos calendários mais abaixo). Auxílio emergencial 2021: entenda as regras da nova rodada NESTA QUINTA: beneficiários do Bolsa Família com NIS final 1 recebem a 3ª parcela do Auxílio trabalhadores que não fazem parte do Bolsa Família, nascidos em dezembro, podem sacar e transferir a segunda parcela Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial, pelo site auxilio.caixa.gov.br ou pelo https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/ Calendários de pagamento Veja abaixo os calendários de pagamento. BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA Auxílio Emergencial 2021 Bolsa Família Economia G1 BENEFICIÁRIOS FORA DO BOLSA FAMÍLIA Auxílio Emergencial calendário completo 15.06.21 Economia G1 VÍDEOS: as últimas notícias sobre o Auxílio Emergencial beneficiários do Bolsa Família o
Thu, 17 Jun 2021 03:00:35 -0000
Com público ampliado, vacinação em Belém tem aglomerações, filas, falta de doses e problemas com voluntários
Idosos e pessoas sem comorbidades dividiam os espaços na espera pela imunização contra Covid-19. Grupo de voluntários na Uepa diz que atuava sem café da manhã. Vacinação em Belém é marcada por longas filas nesta quarta A vacinação contra Covid-19 foi marcada por filas, correria, aglomerações e confusão nesta quarta (16) em Belém. Voluntários que aplicam as doses também denunciaram que muitos passaram mal depois de não terem recebido alimentação. A prefeitura montou um cronograma incluindo dois grupos diferentes, todos dividindo os mesmos locais de vacinação. Em vários pontos de imunização, havia fila única para idosos e pessoas sem comorbidades. O público alvo da imunização nesta quarta era nascidos entre 1962 e 1969 e idosos, que deveriam completar a segunda dose da vacina AstraZeneca, em 24 postos abertos. Na Casa de Plácido, às 9h a fila ainda não tinha andado. A espera foi longa também no Mangueirinho, com fila chegando do lado de fora. Na escola de enfermagem, a movimentação só foi diminuir por volta das 12h, quando cerca de 500 pessoas foram vacinadas. A expectativa da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) é vacinar 30 mil pessoas sem comorbidades nesta quarta. "Nós já fizemos anteriormente em Belém 26 mil doses no dia com menos pontos, então vemos que a questão é a distribuição das pessoas", afirma Cláudio Salgado, diretor de Vigilância à Saúde da Sesma. Com a ampliação do cronograma, a Sesma espera vacinar 100 mil pessoas, vacinadas por idade sem comorbidade, nesta semana. A chamada desta quinta é para nascidos de 1962 a 1973, com orientação de procurar outros locais, além dos mais conhecidos. Falta seringa e doses No ginásio Mangueirinho, pessoas relataram que houve falta de seringas. Havia muitos espaços sem abrigo, e os moradores ficaram expostos ao sol e também à chuva. Em vários pontos, as pessoas ficavam amontoadas. Quem foi se vacinar também reclama de informações desencontradas sobre a aplicação. Muitos relataram também que tiveram de esperar resolverem problema de falta de doses e de insumos. Voluntários sem alimentação Voluntários na Universidade do Estado do Pará (UEPA) divulgaram um vídeo relatando que estavam sendo ameaçados por pessoas que filmavam o ponto de vacinação, dizendo que iriam invadir o local. "Desde de manhã não mandaram café da manhã, tivemos que fechar o posto, porque alguns voluntários estavam passando mal", afirma voluntário em vídeo. O que dizem as autoridades A Sesma disse, em nota, que "não há falta de vacinas em Belém para a imunização do público-alvo chamado para esta etapa da vacinação, que iniciou nesta quarta-feira, 16, e segue até sexta-feira, 18". Segundo a nota, "houve um comparecimento em massa deste grupo, no primeiro dia de vacinação, o que acabou gerando filas, superlotação de alguns pontos e até mesmo falta temporária de abastecimento de imunizantes em alguns locais de vacinação, mas que foram todos repostos pela logística da secretaria". "A Sesma enfatiza que seguirá vacinando este público-alvo até a próxima sexta-feira, nos 24 pontos de vacinação disponíveis, portanto, quem por algum motivo perdeu a vacinação no dia de hoje, pode comparecer até sexta-feira para garantir a sua vacina", afirma a secretaria. Ainda de acordo com a Sesma, a orientação é "que a população procure pelos pontos de vacinação a partir das 10h ou no período da tarde, assegurando que terá vacina suficiente para aplicar a quem se dirigir aos pontos". Já a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) afirmou que "o Estado tem garantido suporte técnico e infraestrutura para vacinação contra Covid-19 em Belém, porém a responsabilidade da coordenação e execução da campanha é do município".
Thu, 17 Jun 2021 02:30:40 -0000
Criminoso que tentava assaltar jovem é baleado por motorista armado que viu a abordagem, em Fortaleza

Vítima estava em uma bicicleta no Bairro José Walter, quando foi abordada pelo criminoso que a ameaçou com uma arma falsa. Uma pessoa que estava passando pelo local armada viu a ação e realizou os disparos contra o suspeito. Tiro disparado por motorista ainda não identificado atingiu pneu da bicicleta da vítima Rafaela Duarte Um homem suspeito de tentar assaltar a bicicleta de um jovem ficou ferido após ser baleado na perna por uma pessoa não identificada na noite desta quarta-feira (16) no Bairro José Walter, em Fortaleza. Ele foi levado para uma unidade hospitalar e depois vai encaminhado para uma delegacia, onde ficará detido. De acordo com a vítima da tentativa de assalto, ela estava vindo de uma quadra de esportes, quando o homem se aproximou com uma arma em punho e ameaçou atirar, caso a bicicleta não fosse entregue. Nesse momento, uma pessoa armada que trafegava em um veículo passou pelo local, percebeu a ação e realizou os disparos. Além de atingir o assaltante, um dos tiros também atingiu o pneu da bicicleta da vítima, que não se feriu. Policiais militares do 21º Batalhão conseguiram capturar o assaltante e apreender a arma falsa que ele usou na ação. Os agentes realizam buscas para tentar localizar o motorista que atirou no suspeito. Veja mais notícias do Ceará
Thu, 17 Jun 2021 02:20:21 -0000
Plataforma de universidade que oferece serviços jurídicos gratuitos é selecionada para Prêmio Innovare

O Núcleo de Prática Jurídica Digital (NPDJ) vai participar da premiação que identifica e divulga ações para aprimoramento da Justiça brasileira. Divulgação O projeto do Núcleo de Prática Jurídica Digital (NPJD) da Faculdade Integrada da Amazônia (Finama) foi selecionado para a 18ª edição do Prêmio Innovare, que identifica e divulga boas ações que contribuem para o aprimoramento da Justiça no Brasil. A plataforma on-line oferece serviços jurídicos gratuitos durante a pandemia de Covid-19. O diretor geral da instituição, Fabrício Peixoto do Nascimento, disse que "trazer novidade diariamente para a Finama não significa só ser diferentes, mas é dar oportunidade e opções para melhorar, ajudar profissionalizar nossos alunos”. Peitoxo afirmou que "a ideia do NPJD surgiu para transformar o ambiente jurídico, e em meio à pandemia, dar mais uma opção para os estudantes, profissionais e sociedade que precisam continuar com acesso à informação e instrução em relação às questões jurídicas”. Participam da Comissão Julgadora do Innovare ministros do STF, STJ, TST, desembargadores, promotores, juízes, defensores, advogados e outros profissionais interessados em contribuir para o desenvolvimento do Poder Judiciário. Faculdade particular cria plataforma jurídica online para auxiliar população
Thu, 17 Jun 2021 02:02:36 -0000

This page was created in: 0.06 seconds

Copyright 2021 Oscar WiFi

This website or its third-party tools use cookies, which are necessary to its functioning and required to achieve the purposes illustrated in the cookie policy. By closing this banner, scrolling this page, clicking a link or continuing to browse otherwise, you agree to the use of cookies. If you want to know more or withdraw your consent to all or some of the cookies, please refer our Cookie Policy More info